Ayres, Informação útil

 
 
 

Doenças Urológicas

 

A PRÓSTATA

 
A próstata faz parte do sistema reprodutor masculino. Localiza-se à frente do recto e sob a bexiga. O tamanho de uma próstata saudável, é semelhante ao de uma avelã, e tem a forma de um "donut". A uretra (tubo através do qual flúi a urina), passa através da próstata. Se a próstata aumentar muito de tamanho, comprime a uretra, podendo causar problemas urinários, pois diminui ou pára o fluxo da urina, desde a bexiga até ao pénis.
As hormonas masculinas (androgénios) fazem crescer a próstata. Os testículos são a principal fonte de hormonas masculinas, incluindo a testosterona. As glândulas adrenais também produzem testosterona, mas em pequenas quantidades.
A hiperplasia benigna da próstata (HBP) é o crescimento anormal de células prostáticas benignas. Na HBP, a próstata aumenta de volume, e exerce pressão contra a uretra e bexiga. Esta situação interfere com o fluxo normal de urina.
A HBP é um problema muito comum. A maioria dos homens, com mais de 50 anos, apresentam sintomas de HBP. Para alguns homens, os sintomas tornam-se tão graves que necessitam de tratamento.
 
 
 
 
 
 

Infeções urinárias

 
 
A infeção urinária pode ser definida como a invasão e multiplicação de bactérias na urina e a respectiva inflamação causada na bexiga e/ou nos rins. As bactérias mais frequentemente causadoras de infecção do aparelho urinário são a Escherichia coli (Colibacilo), a Klebsiella e o Proteus, todas componentes da flora intestinal.
A via da infecção mais frequente é a via ascendente. As bactérias existentes no recto, ânus e vagina, penetram no aparelho urinário através da uretra.

Existem hábitos e doenças que podem ser fatores predisponentes, como por exemplo a diminuta ingestão de líquidos, o esvaziamento vesical (da bexiga) incompleto e pouco frequente, as doenças que provocam obstrução urinária, certas manobras ou tratamentos urológicos com invasão do aparelho urinário, etc.
As infeções urinárias são mais frequentes no sexo feminino porque nas mulheres existe uma grande proximidade entre a uretra e os “reservatórios bacterianos” vaginais e intestinais e ainda porque a uretra tem um comprimento muito curto.
 
 
 
Sendo menos frequentes do que na mulher as infeções urinárias no homem não são raras e estão frequentemente relacionadas com um fator predisponente obstrutivo ou uma prostatite crónica.
Os sintomas mais frequentes da infeção urinária são o desconforto ou peso no baixo ventre, dor e/ou ardor ao urinar, necessidade de urinar mais frequentemente e em pequenas quantidades, por vezes com dificuldade.
Frequentemente a urina apresenta um aspeto turvo e um cheiro desagradável. Raramente há febre associada.
Nas infecções urinárias complicadas com atingimento do rim, há muitas vezes dor na região lombar, que pode simular a cólica renal e febre elevada.

No homem, a próstata é muitas vezes sede de infeção, levando a desconforto na região do baixo ventre, dificuldade e ardor ao urinar e aumento da frequência das micções, com urina turva. Muitas vezes há febre elevada, arrepios e dores no corpo.
A infeção urinária pode, contudo, não dar sintomas e sinais, e o seu médico descobri-la apenas quando executa análises urinárias de rotina.